É sempre bom acreditar na alma humana!

Obrigada universo, por estar sempre do meu lado.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Quero as melhores lembranças, ou prefiro não lembrar..

Para a falta de tempo, gargalhada.
para as lágrimas, abraço.
para a dúvida, amigos.
para o cansaço, sorriso da familia.
para o desejo, seus braços.
para alegrias, pequenos cuidados.
para os caminhos, todos os passos.
para a vida, todos os traços.

porque a perfeição, é um vôo.
e a felicidade, expansiva.



Palavras para que?
Quem fala de amor, não espera retorno.
Simplesmente acredita! 
Tenho uma poção mágica...
Bebendo te esqueces de tudo o que
consideras "problema" É feita de "Deixe para lá", "Não ligue",
"Esqueça", "Amanhã é outro dia", "Graças a Deus" e
"Deus me livre".Coloquei um beijinho lá dentro...
Mexi tudo. Pronto!
Virou doçura.
Deu certo. 
Bebi e ofereci aos meus amigos.
Chamei esta poção mágica de Pequeno Milagre!...

*

Eu fico no meu canto e não me exponho
embora ponha a alma na janela. 
Eu fico de vigília e não me espanto 
mas cuido de observar
e às vezes canto.

*
Acredito nos olhos de quem está apenas observando, aprendendo, sem julgamento. Acredito que existe um lugar para mim, assim como existe lugar para todo mundo.Porque existe lugar para todo mundo. É só procurar... Eu acredito. Acredito no tempo.O tempo é nosso amigo, nosso aliado, não o inimigo que traz as rugas e a morte.
O tempo é que mostra o que realmente valeu a pena, o tempo nos ensina a esperar, o tempo apaga o efêmero e acaba com a dúvida.

*

“Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue; outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho… o de mais nada fazer.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário