É sempre bom acreditar na alma humana!

Obrigada universo, por estar sempre do meu lado.

sábado, 7 de maio de 2011

Tudo que cala, fala mais alto ao coração.. ♥

“Acredito que a natureza humana é essencialmente amorosa e que quando não demonstramos isso é porque há nuvens muito espessas escondendo o nosso sol. Nuvens de medo, dor, raiva, confusão. Mas o sol está lá, preservado, o tempo todo. Em algumas pessoas, mais do que em outras, parece que as nuvens demoram muito tempo a se dissipar, é verdade. Às vezes, podem até não dissipar durante uma vida inteira, é verdade também. Mas, à medida em que começamos a abrir o nosso coração, é inevitável não sentir que ser amáveis e cuidadosos uns com os outros não é um favor, uma concessão. Inevitável não sentir que o gostinho bom de dar amor é tão saboroso quanto o de recebê-lo.”


É covardia, sim. receio de enfrentar a vida cara a cara. Porque descobri que não me busco, ou se me busco é sem vontade nenhuma de me achar, mudando de caminho cada vez que percebo uma luz ao fundo. É fuga, o tempo todo , é fuga intercalada por períodos de reconhecimento – suavizada, então, mas ainda fuga. E eu agora sei que quero ser eu mesma. Com tudo de mau que isso possa implicar – e não creio que seja muito.

Tem certas coisas que eu não sei dizer, e digo!! 

Saudade daqui!!

Aprendendo muito com o tempo e a vida, e apesar de tudo.. Aprendendo a ser Feliz!!
Acordei hoje com vontade de acertar...mas não contando com os outros nem mesmo com a própria sorte.Quero contar agora com as forças que emano, com os gritos que saem da minha garganta, com o choro que molha tudo e lava a minha alma,com o riso que rola fácil quando o coração está tranquilo...
Quero ser leve.Quero falar ao vento todas as coisas boas e ruins que acontecem mas sem medo de que ele traga de volta alguma farpa maldita...ah, esse vento...
Mas então de que mesmo estava falando?? Ah sim, sobre acertar.
Mas o que vem a ser isso?? Não sei...
As coisas são tão relativas.As circunstâncias mudam mas os medos, não.
As pessoas são outras mas os fatos se repetem.
A idade nunca é a mesma, mas a vida parece repetir padrões.
Saber quando acertei só lá dentro mesmo pra sentir...coração fica feliz, sorrindo, meio bobo feito criança.
É essa sensação que quero pra mim. Tipo borboletas no estômago pra sempre, entende??
Pedir demais? Acho que não...
Pedir de menos é que não dá. Amar de menos. Viver de menos. Contentar-se com o pouco ou quase nada...Definitivamente não dá.
Então, de agora em diante, que venha o inesperado, o simples que move a vida, o amor desenfreado e incondicional e com certeza, a sensação maravilhosa de saber que acertei.
Acertei no momento que decidi que não dá pra ficar esperando alguém ou algo pra ser feliz.
Não mesmo...E por isso, voltei a escrever!!! A minha voz está escorrendo pelos dedos.
E isso sim, é acertar de vez!!!!!!

Ps: Quanto tempo sem aparecer, saudade de ter tempo pra tanta coisa, mais enfim, os tempo mudam e temos que nos acostumar e deixar que nos molde né!! Aos poucos voltando  amores... Beijin!!