É sempre bom acreditar na alma humana!

Obrigada universo, por estar sempre do meu lado.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Querer-bem não tem beiradas.

O amor chega e abre as janelas, escancara as portas todas, rasga o tecido frágil das redomas que criamos para nos proteger, a gente se assusta. Olhando de perto ou de longe, não é sem razão.
É preciso, apesar dos medos todos, ter valentia para ser e sentir, essa capacidade que o amor, habilidoso, consegue burilar com toda a calma do mundo em nós.
Como se essa calma não pudesse durar. 
Algo está sempre por acontecer. 
O imprevisto me fascina.
 



E é maravilhoso ver que tudo o que sempre quis é simples, belo, acessível, fácil, do bem.


Todo o bem que eu puder fazer, toda a ternura que eu puder demonstrar a qualquer um, amigo ou não, que eu os faça agora, que não os adie ou esqueça, pois não passarei duas vezes pelo mesmo caminho.
*
Ando cheia de saudade, com o coração cheio de carinho, e com o corpo e alma,cheinhos de amor...
é tanto que nem sei.

*

E eu tinha resolvido que ia dormir para poder sonhar, estava com saudades das novidades do sonho.

*
Quero a vibração do alegre. Quero a isenção de Mozart. Mas quero também a inconseqüência.

*

os mais lindos bordados da vida são feitos com os fios de delicadeza que respeitam a sabedoria amorosa do tempo do coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário